sexta-feira, 1 de abril de 2011

Monólogo

Bobo_ Eu sei! Sei que do pó nasci e ao pó irei! (observa o público e começa rir histéricamente) Você! Diz que sou louco. Sou louco sim, por que? Sabem o que eu sou? O último dos mendigos, o primeiro astronauta a colocar o pé em Vênus. E aquela profissãozinha de merda. Fazer reis rirem? Eu que ria de todo aquele circo. Vocês tão rindo da minha roupa né? Ah! Eu sou o circo!? Oh! Que belas flores tinham naquele jardim do império. Álvida era uma princesa naquele campo. Mas eu era apenas um bobo. E bobo ainda sou, mas vocês continuam me chamando de louco. (sai de cena, cortinas se fecham)
-----
Sabem como encontrar sentido naquilo que parece caótico? Não é caótico apenas porque você não vê o sentido? Por que continuamos procurando sentido em sonhos?  A vida parece as vezes não fazer sentido, mas não é caótica? De fato o personagem é um louco. Ou todos os sentimentos e o passado em sua mente o fazem assim. Interpretem como desejarem. As vezes basta um espelho.

3 comentários:

  1. Quanto espanto! Um coloquialismo fino e inatingível, Pedro. Um monólogo sucinto que estabelece conflito nos leitores, uma psicose antitética... Eu entendo, tu entendes, ele entende,... nós não entendemos? Que paradoxo soberbo! Um puro monólogo delirante, moldado ao encantamento de teus escritos, Pedro. Enfim, só agradeço por me permitir dormir com esses escritos:
    "Sabem o que eu sou? O último dos mendigos, o primeiro astronauta a colocar o pé em Vênus." Como ele consegue aliar à denotação de suas palavras à conotação lírica? Ah, só lendo e cultivando os dizeres dele. Somente assim, sucintarei o foi dito por ti e passarei a colocá-la na realidade de minhas líricas.

    Até, Pedro.

    ResponderExcluir
  2. Nossa, Pedro. Fez com que eu colocasse o pé no teatro da minha própria existência. Colocasse os pés não, abrisse os olhos pros pés que já estavam fundos no chão.

    Sempre um bom texto. Parabéns. []

    ResponderExcluir
  3. "Sou um bufo e vim te perturbar. Oh! Achou que eu iria te fazer rir? Você não é um rei. Mas eu sou. Sou?"

    Haha. Ed e Jay, parecem ter captado a mensagem. Enfim, a presença de vocês dois aqui sempre me lisonjeia. Só tenho que agradecer mesmo *-*

    ResponderExcluir