quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Terra de lobos, corvos e abutres

"and if you ask me how i know
what she looks like i will tell you,
'she left yesterday.'"


Tudo daria certo se não fossemos anacrônicos perante ao erro
gêmeo disfarçados de gênios desarmados.
Lobos seguidores de uma lua espedaçada
caçadores de ovelhas, lã desperdiçada.

O frio toma conta de nossos corpos
deitados no chão frio, quase mortos
corvos nos alcançam e nos deixam à deriva da cegueira,
congelados e perdidos num espaço colateral de um destino colateral.

Mortos,
banhados pela urina dos abutres
de carniça, alimentamos pobres aves ricas de orgulho.

Escolhemos um destino enquanto tecemos às avessas uma história hipócrita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário