sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

De fato nada é perfeito. Mas em seus modos imperfeitos... eu não reclamaria de tal perfeição.

Um comentário: