sábado, 11 de fevereiro de 2012

Labirinto de uma via só

Enquanto os que vivem no futuro se preocupam com o presente os que vivem no presente se preocupam com o futuro. Toda ordem da vida, que é, na realidade, uma desordem paradoxal, se baseia em nosso caminho do passado ao futuro, o que nos prende a um labirinto de uma via só. Por mais que mudemos nossas escolhas e falamos que estamos dando um passo para trás, estamos envelhecendo a cada suspiro e continuamos tropeçando apenas para frente. Andando, ou correndo. Alguns apenas esperam o caminho passar por ele.
Também vivemos nos preocupando com as pessoas que cercam nossas vidas. Como disse François-Marie Arouet (Voltaire), "o público é uma besta feroz. Deve-se enjaula-lo ou fugir dele." Estamos sozinhos, como qualquer lobo que sai de sua toca em grupo para caçar, mas a comida é escassa, apenas um na tocaia se alimentará.
Ou como desejava Manuel Bandeira, viver a delícia de poder sentir as coisas mais simples. Todos com o mesmo desejo, só um desejo.

Katatonia - Deliberation
(Clique para ouvir)

Nenhum comentário:

Postar um comentário