quarta-feira, 4 de abril de 2012

É tanta esperança que esperando se perde o vento e ficamos alento ao desespero.

Nenhum comentário:

Postar um comentário